Comércio entre Angola e Estados Unidos atingiu 15 mil milhões de dólares em 2012

18 March 2013

O comércio entre Angola e os Estados Unidos da América em 2012 atingiu 15 mil milhões de dólares, um acréscimo de 15% relativamente aos 13 mil milhões registados um ano antes, informou em Luanda o embaixador norte-americano Christopher J. McMullen.

No período, as trocas comerciais bilaterais foram extremamente favoráveis a Angola que vendeu mercadorias, fundamentalmente petróleo e diamantes, no valor de 13 mil milhões de dólares e importou apenas bens no montante de 2 mil milhões de dólares, nomeadamente produtos alimentares, equipamentos para o sector petrolífero e maquinaria diversa.

No decurso de uma reunião do First Friday Club, convívio entre executivos promovido todas as primeiras sextas-feiras de cada mês pela Câmara de Comércio EUA-Angola (USACC), o embaixador recordou que embora Angola já tenha assinado o “African Growth and Opportunity Act” (AGOA) exporta para os Estados Unidos apenas petróleo e diamantes.

O AGOA ou Lei para o Crescimento e Oportunidade de África faculta aos países da África a sul do Saara que não têm acordos de comércio livre com os Estados Unidos da América, como é o caso de Angola, o acesso livre ao mercado da maior economia do mundo.

“Há um desequilíbrio muito grande na balança comercial, o que é natural e uma situação idêntica verifica-se com a Venezuela, que é um país que exporta muito petróleo para os Estados Unidos”, disse ainda o embaixador, de acordo com a agência noticiosa angolana Angop. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH