Emirados Árabes Unidos foram em 2012 o maior investidor estrangeiro em Moçambique

18 March 2013

Os Emirados Árabes Unidos foram em 2012 o país cujas empresas mais investiram em Moçambique, com 20 projectos aprovados no valor de 309,14 milhões de dólares, informou no Dubai o director do Centro de Promoção de Investimentos.

No âmbito da visita aos Emirados do Presidente de Moçambique, Lourenço Sambo disse ainda que o facto é inédito na história das relações económicas entre os dois países, atendendo a que os EAU ocuparam em 2011 o sétimo lugar na lista dos dez maiores investidores em Moçambique com projectos que não excederam 30 milhões de dólares.

Em 2011, essa lista foi liderada pela China, a que se seguiram África do Sul, Portugal, Ilhas Maurícias, Estados Unidos da América e Reino Unido.

De acordo com a agência noticiosa moçambicana AIM, Lourenço Sambo disse ainda que os 20 projectos de investimento se distribuem pelos sectores de indústria, turismo e hotelaria, transportes e comunicações e construção e serviços.

A maior fatia daquele montante – 196,5 milhões de dólares – destinou-se ao projecto CLIN – Linhas Ferroviárias que diz respeito à construção de uma linha de caminho-de-ferro entre Moatize, na província carbonífera de Tete, e o porto de Nacala-a-Velha, com passagem pelo Malawi.

Sambo salientou que, embora este projecto seja da responsabilidade do grupo mineiro brasileiro Vale, o dinheiro é proveniente dos EAU, um país que está se a tornar no principal centro financeiro do mundo árabe, ultrapassando a própria Arábia Saudita que até há pouco tempo era a principal referência neste grupo de nações. (macahub)

MACAUHUB FRENCH