Dívida de São Tomé e Príncipe ao Brasil com novo programa de amortização

19 March 2013

O Senado do Brasil aprovou na passada terça-feira a proposta governamental para renegociar a dívida de São Tomé e Príncipe e do Senegal, no montante conjunto de 11 milhões de dólares, informaram os serviços de imprensa do Senado.

No caso de São Tomé e Príncipe, cuja dívida ascende a 4,32 milhões de dólares, a amortização será efectuada em sete prestações, ocorrendo a primeira, no valor de 10% do total, dois meses após a assinatura do contrato.

As restantes prestações, no valor de 15% do total cada uma, serão amortizadas anualmente, ocorrendo a primeira delas um ano após o pagamento inicial.

O Senegal, por seu turno, deve 6,57 milhões de dólares, tendo o Senado aprovado o perdão de 45% do total e decidido que os 3,6 milhões restantes serão pagos em dez prestações semestrais com início dois meses após a assinatura do contrato.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, informou que estas dívidas tiveram origem em operações de financiamento à exportação nas décadas de 70 e 80 do século passado com recursos do extinto Fundo de Financiamento às Exportações, integradas ao actual Programa de Financiamento às Exportações. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH