Grupo brasileiro Vale contrata empresa portuguesa Somague para obras em Moçambique

19 March 2013

A empresa portuguesa de construção civil Somague assinou segunda-feira os contratos de adjudicação de duas obras em Moçambique para o grupo mineiro brasileiro Vale no valor de 228 milhões de dólares, informou o jornal português Diário Económico.

As duas empreitadas dizem respeito a obras no corredor ferroviário de Nacala, concretamente “à recuperação da infra-estrutura ferroviária da linha de Nacala, numa extensão de aproximadamente 600 quilómetros, no conhecido corredor de Nacala.”

O projecto do corredor ferroviário de Nacala pretende desenvolver uma solução logística para o escoamento do carvão extraído na mina de Moatize, na província de Tete, no norte de Moçambique.

Este corredor ferroviário tem uma extensão total de 912 quilómetros e liga a mina de Moatize, 20 quilómetros a nordeste da cidade de Tete, ao porto de Nacala-a-Velha, na costa do Oceano Índico, num trajecto que atravessa também o Malawi.

No final do processo de recuperação da linha de caminho-de-ferro está previsto que o corredor ferroviário de Nacala disponha de capacidade para movimentar 18 milhões de toneladas anuais de carvão. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH