FMI aconselha governo de São Tomé e Príncipe a prestar atenção ao sistema bancário

20 March 2013

O Fundo Monetário Internacional (FMI) aconselhou o banco central de São Tomé e Príncipe a prestar mais atenção ao sistema bancário nacional, de acordo com o relatório de uma missão que visitou o arquipélago entre 8 e 20 de Março corrente, quarta-feira divulgado em Washington.

“A missão constatou que os bancos comerciais não tiveram lucros em 2012, que a concessão de crédito parou quase por completo e que o crédito mal parado está a aumentar”, pode ler-se no comunicado, onde se aconselha o banco central a efectuar inspecções às instituições bancárias e a exigir dos seus accionistas que adoptem rapidamente planos de reposição dos capitais.

A missão do FMI, chefiada por Ricardo Velloso, reconheceu o empenhamento do governo de São Tomé e Príncipe em resolver as deficiências do sistema de combate à lavagem de dinheiro tendo apelado ao envio tão rápido quanto possível de uma proposta de lei com as alterações necessárias para aprovação pelo parlamento.

Aprovado em Julho de 2012, o programa da facilidade alargada de crédito para o arquipélago tem o valor de quatro milhões de dólares.

A missão concluiu que até ao final do ano passado a execução do programa foi positiva, tendo o governo cumprido todos os critérios de desempenho e progressos nas reformas estruturais.

A missão recomendou ao governo são-tomense que prossiga os esforços para aumentar receitas públicas, através de melhor administração fiscal e alfandegária e alargamento da base tributária, para aplicá-las em infra-estruturas e apoio social. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH