Economia de Macau deverá crescer a uma média de 11,7% no biénio 2013/2014

21 March 2013

Macau deverá registar um crescimento económico de 9,7% este ano e de 13,7% em 2014, uma média anual de 11,7%, de acordo com as previsões constantes no mais recente relatório da Economist Intelligence Unit (EIU).

Segunda-feira, o secretário para a Economia e Finanças Francis Tam Pak Yuen disse que a taxa de crescimento da economia de Macau permanecerá este ano abaixo de 10% e acrescentou que, embora deva ocorrer uma retoma da economia global, não é de prever um crescimento do PIB local superior a um dígito.

Os serviços de estatística e censos de Macau anunciaram na passada sexta-feira que a taxa de crescimento do Produto Interno Bruto foi de 9,9% em 2012, o mais baixo valor desde 2009.

Em oposição ao previsto crescimento da economia de Macau, a EIU antecipa que a formação bruta de capital fixo ou investimento vai evoluir de forma contrária, apresentando um crescimento de 17,3% este ano a que se seguirá apenas 12% em 2014.

A taxa de inflação, por seu turno, deverá cair quatro décimas de ponto percentual para 5,8% este ano, de acordo com as previsões da EIU, que antecipam para 2014 um valor de 6,4%, duas décimas de ponto percentual acima do valor registado em 2012.

Na argumentação, os técnicos da EIU referem que o consumo privado e o investimento manter-se-ão elevados, sendo esta última variável apoiada pelos desenvolvimentos na zona do Cotai, nomeadamente a construção de novos empreendimentos hoteleiros e de jogo.

O sector do jogo manter-se-á forte e, adianta o relatório, embora Macau tenha de enfrentar a concorrência de uma série de casinos em diversos países do Sudeste Asiático dispõe já de uma reputação estabelecida que será difícil de desafiar. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH