Angolana Unitel é o segundo operador de telecomunicações de São Tomé e Príncipe

26 March 2013

A empresa angolana Unitel é o segundo operador de telefonia móvel e fixa de São Tomé e Príncipe ao ter sido a única empresa concorrente a cumprir os requisitos técnicos e financeiros do concurso público aberto pelo governo do arquipélago, de acordo com a imprensa local.

“É uma proposta tecnicamente competente, aguardando-se apenas a finalização das formalidades, nomeadamente que a Unitel proceda à entrega de uma garantia bancária”, disse Isabel Neto, do Banco Mundial, que assessorou o governo são-tomense no lançamento deste concurso e na análise das propostas apresentadas.

O governo são-tomense, através da Agência Geral de Regulação (Ager) e a Unitel estão agora a discutir os investimentos complementares, que incluem o acesso das telecomunicações a toda a população, particularmente a ligação à ilha do Príncipe e às zonas rurais.

A Unitel foi a única das sete empresas concorrentes que cumpriu os requisitos técnicos e financeiros para a obtenção da segunda licença de operador de telecomunicações em São Tomé e Príncipe, indo fazer concorrência à Companhia Santomense de Telecomunicações, que é participada pelo grupo Portugal Telecom.

Em Angola, a Unitel lidera o mercado das telecomunicações com 10 milhões de clientes, tendo obtido em 2012 um volume de facturação superior a 945 milhões de dólares. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH