Electra de Cabo Verde autorizada a contrair empréstimo

27 March 2013

A Empresa Pública de Electricidade e Água (Electra) de Cabo Verde vai contrair um empréstimo de 150 milhões de escudos (1,37 milhões de dólares) junto do Banco Cabo-verdiano de Negócios (BCN) nos termos de uma autorização governamental publicada no jornal oficial.

“É autorizada a Direcção-Geral do Tesouro a prestar à Electra um aval no montante de 150 milhões de escudos, com o intuito de garantir uma operação de crédito junto do Banco Cabo-verdiano de Negócios”, lê-se numa resolução governamental publicada no Boletim Oficial de 25 de Março.

O governo justifica atribuição de mais este aval com a necessidade da Electra prosseguir a execução dos projectos relativos à garantia de produção de energia, melhoria na distribuição de água e combate às perdas em ambas as redes.

A resolução do Conselho de Ministros alega ainda a necessidade de adquirir equipamentos para a manutenção dos geradores de energia de Santiago e São Vicente, bem como para o sistema de captação da água.

No início do mês, o governo cabo-verdiano anunciou a reestruturação da empresa, com a criação de uma sociedade gestora de participações sociais, que assumirá o passivo actual e a divisão em duas empresas distintas – Electra Norte e Electra Sul, com entrada em, funcionamento a 1 de Julho.

O ministro do Turismo, Indústria e Energia cabo-verdiano, Humberto Brito, garantiu que o novo modelo de gestão da empresa e a divisão entre Electra Norte e Electra Sul vai permitir maior aproximação aos clientes, melhorar o sistema de cobrança, diminuir os problemas de tesouraria e combater a fraude.

Na ocasião, o ministro não adiantou o montante das dívidas da Electra mas, em Junho de 2011, o passivo junto da banca e da empresa fornecedora de combustíveis cabo-verdiana rondava 22,4 milhões de dólares. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH