Reservas petrolíferas de Angola estimadas em 12 667 milhões de barris

10 April 2013

As reservas provadas e prováveis de petróleo em Angola estão estimadas 12 667 milhões de barris na sequência das mais recentes descobertas em águas rasas, profundas e ultra-profundas, afirmou terça-feira em Hamburgo, Alemanha, o ministro dos Petróleos de Angola.

No decurso do 7º Fórum de Energia Germano-Africano, que decorreu segunda e terça-feira naquela cidade alemã, o ministro Botelho de Vasconcelos sublinhou ser necessário adicionar o “pré-sal”, onde foram recentemente feitas duas descobertas, uma no Bloco 23, que recebeu o nome de Azul e uma outra no Bloco 21, que foi apelidada de Cameia.

O ministro salientou que as prioridades para o período de 2013/2017 visam manter um equilíbrio entre as reservas e a produção, mediante a licitação de blocos e a aplicação de novas tecnologias de exploração e produção e concluir os projectos de desenvolvimento em curso, nomeadamente os satélites do Kizomba no Bloco 15.

Na sua intervenção, Botelho de Vasconcelos recordou que ao ascender à independência, em 11 de Novembro de 1975, Angola produzia cerca de 175 mil barris de petróleo/dia, sendo a actual produção de 1,7 milhões de barris/dia de petróleo em Angola, com origem em 8 blocos marítimos e concessões terrestres, tendo o ministro acrescentado que em 2014 Angola deve estar a produzir 2 milhões de barris por dia.

O 7º Fórum Internacional de Energia Germano-Africano abordou questões relacionadas com energias renováveis, petróleo e gás natural, novas tecnologias no sector, electricidade, transmissão e distribuição, formação de quadros, projectos de exploração, desenvolvimento, produção e transporte e de distribuição e comercialização, fornecimento de energia nas zonas rurais e oportunidades empresariais e de investimento. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH