Grupo Botswana Diamonds vai prospectar diamantes em Moçambique

11 April 2013

O grupo Botswana Diamonds obteve uma licença adicional para efectuar a prospecção de diamantes no rio Sena, em Moçambique, junto à fronteira com o Zimbabué, em associação com a empresa moçambicana Morminas, anunciou o grupo em comunicado divulgado quinta-feira.

A Morminas, empresa constituída em 2011, tinha dois sócios, o moçambicano Lucas Fazine Chachine, com 51% do capital e a Sociedade Portuguesa de Inertes de Granito (Sopir) com os restantes 49%, empresa que mais tarde passou a integrar o grupo Electricidade Industrial Portuguesa sendo detida pela EIP, SA em 60% e nos restantes 40% pela Granitos de Portugal (Granital).

O rio Save entra em Moçambique a partir da região de Marange no Zimbabué e o grupo Botswana Diamonds pretende explorar naquela zona do rio potenciais depósitos de diamantes de aluvião.

O grupo prevê que poderá extrair em 2013 naquela região 16,9 milhões de carats.

O acordo assinado entre as partes estipula um período de validade de seis meses no decurso do qual serão efectuadas prospecções preliminares que, caso tenham resultado positivo, poderão dar origem a um contrato de longa duração entre os signatários. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH