Royal Casino vai explorar em regime de concessão primeiro casino de Cabo Verde

14 April 2013

O primeiro casino a operar em Cabo Verde entrará em funcionamento dentro de 21 meses na ilha do Sal, nos termos do contrato de concessão e exploração de jogos de fortuna e azar sexta-feira assinado entre o governo do arquipélago e a empresa Royal Casino, noticiou a imprensa cabo-verdiana.

O casino da ilha do Sal está orçado em cinco milhões de euros, com o projecto global a ascender a 66 milhões de euros, com o contrato de concessão a permitir que a Royal Casino explore jogos de fortuna e azar por um período de 25 anos, sete dos quais em regime de exclusividade.

O ministro cabo-verdiano do Turismo, Indústria e Energia, Humberto Brito, que assinou o contrato em representação do governo, disse que a actividade a ser desenvolvida pela Royal Casino vai ter regras rígidas, “muito restrita, controlada e muito acompanhada”, a fim de evitar a prática de jogo ilegal.

O ministro anunciou que o governo está a negociar a atribuição de licenças em outras zonas de jogo, nomeadamente na ilha de Santiago, onde também se espera a assinatura de contratos com os investidores interessados.

Cabo Verde dispõe, desde 2012, de três zonas de jogo de fortuna e azar, distribuídas pelas ilhas de São Vicente, Santiago e Sal.

A introdução dos jogos de fortuna ou azar em Cabo Verde é tido pelo governo como um factor que trará um novo impulso na procura do arquipélago como destino turístico, criando novas oportunidades de negócios para as empresas que vão operar nesse sector, seja directa ou indirectamente. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH