Grupo estatal chinês BBCA vai construir fábrica de processamento de milho no Brasil

16 April 2013

O grupo estatal chinês BBCA deverá investir 320 milhões de dólares na construção de uma fábrica para processamento de milho em Maracaju, no estado brasileiro do Mato Grosso do Sul, nos termos de um documento terça-feira assinado em Pequim.

O governador André Puccinelli, que foi um dos signatários do acordo, disse tratar-se do projecto de maiores dimensões efectuado com uma empresa chinesa naquele estado brasileiro, que foi conseguido após três anos de negociações, “principalmente a nível legislativo”.

O acordo assinado pelo governador do estado e pelo presidente do município de Maracaju, Maurílio Azambuja e pelo presidente executivo do BBCA Group, Li Roger Jie, contempla uma parceria entre a empresa, o governo do Estado e o município.

A fábrica deverá começar a ser construída ainda este ano, estando previsto que entre em funcionamento em 2015.

O governador do Mato Grosso do Sul, adiantou que o BBCA Group, especializado na produção de bioquímicos, comprometeu-se a processar cerca de 600 mil toneladas de milho, sendo que 60% será destinado ao mercado chinês e 40% para consumo interno brasileiro.

“Trata-se de um acordo benéfico para ambas as partes”, garantiu Puccinelli, que sublinhou que o Mato Grosso do Sul dispõe de matéria-prima mas carece da infra-estrutura necessária para explorá-la.

Constituído em 1958, o grupo BBCA tem actualmente 8700 trabalhadores e 8 empresas subsidiárias – BBCA Pharmaceutical, Taifu Industry, BBCA Biochemical, Tiger-Biology, BBCA Gelatin, BBCA Food, BBCA Pharmaceutical Technology Co. e BBCA Chemical Equipment. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH