Bacará gerou 91% da receita bruta dos casinos de Macau no 1º trimestre

17 April 2013

O bacará foi responsável por 91% da receita bruta dos jogos de fortuna e azar em Macau no decurso do primeiro trimestre do ano, que se cifrou em 85 284 milhões de patacas (10 660 milhões de dólares), informou a Direcção de Inspecção e Coordenação de Jogos (DICJ).

De acordo com os dados divulgados, o bacará na sua versão VIP, com 57 815 milhões de patacas (7227 milhões de dólares), chamou a si 67% da receita bruta dos casinos, enquanto a versão em sala aberta respondeu por 23% da receita, com 20 016 milhões de patacas (2502 milhões de dólares).

Depois do bacará, surgem as máquinas, que proporcionaram uma receita de 3572 milhões de patacas (446 milhões de dólares) aos casinos de Macau e num quarto lugar já distante o jogo “cussec”, que representou 1553 milhões de patacas (194 milhões de dólares).

Globalmente, a indústria do jogo, que engloba os jogos de fortuna e azar, as corridas de galgos e de cavalos, as lotarias chinesas e instantâneas e as lotarias desportivas com apostas em jogos de futebol e de basquetebol, arrecadou uma receita de 85 599 milhões de patacas (10 700 milhões de dólares).

No final do primeiro trimestre de 2013 havia em Macau 35 casinos das seis concessionárias, sendo 20 da Sociedade de Jogos de Macau, 6 da Galaxy Casino, 4 da Venetian Macau, 3 da Melco Crown Jogos (Macau), 1 da Wynn Resorts (Macau) e 1 da MGM Grand Paradise, que dispunham de 5749 mesas e 16 406 máquinas de jogos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH