Portugal é um dos 10 países com maiores riscos de consolidação orçamental

18 April 2013

Portugal faz parte do grupo de 10 países com maiores riscos de consolidação orçamental, uma vez que a dívida pública já ultrapassou 90% do Produto Interno Bruto e continua a aumentar, de acordo com um relatório do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Divulgado esta semana pelo FMI, o relatório “Fiscal Monitor” acrescenta que Portugal deverá continuar a manter défices orçamentais superiores a 1% do Produto Interno Bruto devido aos juros da dívida pública que terá de pagar neste período.

Os autores do relatório referem que Portugal – tal como a Irlanda, Espanha, Reino Unido e Estados Unidos – tem ainda “um caminho a percorrer” em termos do ajustamento residual (perto de 5,5% do Produto Interno Bruto em média).

No relatório, o FMI inclui as novas metas do défice orçamental acordadas com a equipa de acompanhamento do plano de ajuda financeira a Portugal para 2013 (-5,5%), 2014 (-4%) e 2015 (-2,5%) mas para os restantes três anos da previsão continua a prever um défice orçamental superior a 1%, apesar de com uma redução gradual de algumas décimas a cada ano. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH