Países de língua portuguesa com recursos energéticos estão em melhor situação económica

1 May 2013

Os países de língua oficial portuguesa que possuem e exportam recursos energéticos têm um crescimento mais forte do que os que não os têm, de acordo com a mais recente edição dos Cadernos da Cooperação do Banco de Portugal, quarta-feira divulgado em Lisboa.

As diferentes taxas de crescimento do Produto Interno Bruto evidenciam essa diferença, ao separarem Timor-Leste (10,4%), Moçambique (8,4%) e Angola (7,1%) de Cabo Verde (4,1%), São Tomé e Príncipe (4,5%) e Guiné-Bissau (2,5%).

O banco central adiantou que em Timor-Leste as receitas do petróleo permitem um “avultado programa de investimentos públicos”, em Angola foi aprovado um orçamento expansionista para 2013, ao passo que em Moçambique o crescimento económico beneficiou do início da produção de carvão e vai beneficiar com o desenvolvimento da extracção de gás natural.

Pelo contrário, Cabo Verde sofreu com um ambiente externo adverso, apesar de ter podido beneficiar do “bom comportamento das receitas de turismo”, São Tomé e Príncipe “parece reflectir a relativa escassez de financiamento externo”, que lhe reduz o crescimento, enquanto a Guiné-Bissau sofreu com o agravamento da instabilidade política. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH