Maioria dos parceiros que apoiam Moçambique reduziu ajuda em 2012

5 May 2013

A maioria dos parceiros que prestam apoio directo ao Orçamento de Estado de Moçambique, agrupados no chamado Grupo dos 19, reduziu a sua contribuição em 2012 apesar da ajuda total ter aumentado 9%, disse o ministro da Planificação e Desenvolvimento, Aiuba Cuereneia.

No total, os parceiros da cooperação, conhecidos como Parceiros de Apoio Programático (PAP) ou simplesmente Grupo dos 19 (G19), desembolsaram 1264 milhões de dólares em 2012 contra 1156 milhões de dólares um ano antes, de acordo com o matutino Notícias, de Maputo.

O aumento ficou a dever-se ao acréscimo de ajuda concedida pelo Banco Mundial, Comissão Europeia, Banco Africano de Desenvolvimento, Dinamarca, Suíça, França, Itália e Bélgica, já que a ajuda da maioria dos outros parceiros baixou em relação ao ano anterior, de acordo com a Avaliação do governo ao desempenho dos PAP em 2012.

Além destes parceiros internacionais, o G19 também inclui a Grã-Bretanha, Suécia, Canadá, Alemanha, Noruega, Irlanda, Países Baixos, Finlândia, Portugal, Espanha e Áustria.

Além do G19, o governo tem outros parceiros estratégicos que qualifica de membros associados (MA) que são os Estados Unidos da América e as Nações Unidas, cuja contribuição em 2012 também se reduziu comparativamente a 2011.

Em termos absolutos, os MA desembolsaram um total de 465 milhões de dólares em 2012, contra 572 milhões do ano anterior, o que corresponde a uma quebra de 19%.

Considerando a contribuição destes dois grupos de parceiros (PAP e MA), o valor global da ajuda aumentou 0,1%, tendo passado de 1728 milhões de dólares em 2011 para 1729 milhões de dólares no ano passado. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH