Estados Unidos co-financiam programas agrícolas em Moçambique

2 June 2013

Dois programas agrícolas financiados pela Agência Norte-Americana para o Desenvolvimento (USAID, na sigla em inglês) e pelo governo central moçambicano foram lançados na passada sexta-feira em Quelimane, de acordo com a imprensa moçambicana.

Os dois programas serão executados num horizonte temporal de três a cinco anos, destinando-se o primeiro, denominado Finagro e dispondo de um envelope financeiro de 170 milhões de meticais, a apoiar pequenas e médias empresas, associações e cooperativas que operam na produção agrícola, pré-processamento, comercialização e exportação.

O ministro da Indústria e Comércio, Armando Inroga disse que o programa procurará igualmente promover parcerias entre os agricultores comerciais e pequenos agricultores, bem como aqueles que se iniciaram recentemente na actividade, aumentar a facilidade de acesso a meios de produção e equipamentos.

O programa vai também reforçar a produção da fruta tropical, nomeadamente manga, banana e ananás, sementes de oleaginosas como amendoim, soja e gergelim, leguminosas e outras culturas alimentares como milho, arroz, batata, mandioca e outras, acrescentou Inroga.

O segundo programa é o denominado Relançamento do Sector Empresarial II, que contará com 120 milhões de meticais, a ser levado a cabo nas províncias de Gaza e de Sofala no financiamento da agricultura, comercialização e prestação de serviços agrários, agro-indústria e locação financeira.

O financiamento deste segundo programa terá uma taxa de juro bonificada de 10% a 12% procurando-se aumentar a produção de arroz e de outras culturas anuais de elevado valor económico, conforme o estabelecido no Plano de Acção de Produção de Alimentos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH