Indústria a operar em Angola vai dispor de Sistema de Informação Integrado

3 June 2013

O Sistema de Informação Integrado (Simind) vai permitir às unidades industriais um contacto mais directo e fácil com o Ministério da Indústria, disse a titular da pasta, Bernarda Martins, ao fazer a apresentação pública do sistema segunda-feira em Luanda.

O sistema, em funcionamento experimental desde sábado último, consiste numa plataforma electrónica que vai permitir às estruturas centrais do ministério, províncias, unidades industriais e à sociedade civil a troca de informações recolhidas, sem qualquer outra burocracia e atraso.

De acordo com a agência noticiosa angolana Angop, o sistema assentará em três eixos – a recolha e sistematização da informação, sua utilização nas actividades do ministério e a produção de conhecimento e estudo para o órgão de tutela e a sociedade civil.

Integram o sistema de informação o Censo de Indústria de Angola (Ciang), a pesquisa da produção industrial de Angola (Ppiang), o cadastro da indústria (Cadi) e o sistema de licenciamento industrial (Silai).

O Ciang é um projecto multissectorial que envolve 11 ministérios e que vai possibilitar obter informações relativas ao número de unidades industriais existentes no país, sua localização e funcionamento, carteira de produtos, bem como os investimento julgados necessários ao arranque das que se encontram paralisadas bem como o destino da produção obtida.

O Ciang terá uma duração de oito meses, existindo em Angola, de acordo com dados do Ministério da Indústria, duas mil unidades industriais registadas.

Na cerimónia de apresentação, a ministra da Indústria, Bernarda Martins, disse que o projecto constitui uma ferramenta fundamental para o desenvolvimento económico e social sustentado e estruturado do país. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH