Duas pontes da linha de caminho-de-ferro de Ressano Garcia, em Moçambique, vão ser reconstruídas

4 June 2013

A estatal Portos e Caminhos-de-Ferro de Moçambique (CFM) lançou um concurso público para a reconstrução de duas pontes ferroviárias na linha de Ressano Garcia, que liga o sul do país à África do Sul, informou a empresa em comunicado divulgado em Maputo.

No comunicado, assinado pela Direcção de Estudos e Projectos de Engenharia, a estatal apresenta como condição fundamental que as empresas interessadas, que terão de apresentar as respectivas propostas até ao final de Junho corrente, estejam e estarem preparadas para iniciar as obras de imediato.

A 19 de Janeiro passado ocorreu um descarrilamento naquela linha que forçou ao seu encerramento durante cerca de três meses, tendo mais tarde a CFM procedido à reconstrução de uma ponte ferroviária.

O matutino Notícias, de Maputo, adiantou que embora a linha tenha sido formalmente reaberta ao tráfego a 2 de Abril, o escoamento de carga de e para os países vizinhos, particularmente a África do Sul, a partir do porto de Maputo, continua a ser fortemente assegurado por via rodoviária, uma vez que parte dos exportadores e importadores mantém-se reticente em colocar a sua carga naquela linha, devido à falta de condições de segurança, sobretudo a nível de algumas pontes.

O jornal acrescentou que as pontes foram sempre o “calcanhar de Aquiles” da linha férrea de Ressano Garcia, recentemente recuperada em toda a sua extensão, num projecto orçado em 20 milhões de dólares que decorreu de 2006 a 2009 e que permitiu o aumento da capacidade da via de 18 para 20 toneladas por eixo.

Com este investimento, a linha de Ressano Garcia passou a receber mais carga e melhorou os tempos de trânsito mas rapidamente se percebeu que havia outro ponto fraco, concretamente as pontes, nomeadamente a sobre o rio Umbeluzi, no distrito de Boane. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH