Cabo Verde recusa submeter-se a programa de ajustamento do FMI

5 June 2013

A ministra das Finanças de Cabo Verde afirmou recentemente que o país recusa submeter-se a qualquer programa de ajustamento do Fundo Monetário Internacional não se encontrando sequer vinculado ao Instrumento de Apoio a Políticas (PSI), que vigorou de 2004 a 2012.

Em declarações à Rádio de Cabo Verde, a ministrar Cristina Duarte indicou que a razão prende-se com a “inadequação” do programa à actual situação do país, cujas relações com o FMI são regidas pelos termos genéricos dos estatutos da instituição.

Segundo Cristina Duarte, “é fácil entender” porque o PSI não é o instrumento mais adequado para balizar as relações entre Cabo Verde e o FMI, que tem actualmente uma missão no arquipélago para proceder a uma nova avaliação da situação do país.

Para a ministra cabo-verdiana, o período de transição e a ausência de imposições rígidas da parte do FMI pressupõem um bom entendimento entre o governo e a instituição, que continua a aprovar as actuais políticas económicas, monetárias e financeiras de Cabo Verde.

Uma missão do FMI, liderada por Sukhwinder Singh, encontra-se em Cabo Verde desde 31 de Maio passado para fazer uma avaliação da situação económica e financeira do país, que deverá ficar concluída na próxima sexta-feira. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH