Investimentos na indústria extractiva em Moçambique atingiram 2500 milhões de dólares em 2012

13 June 2013

Os investimentos na indústria extractiva em Moçambique passaram de 184 milhões de dólares em 2005 para mais de 2500 milhões de dólares em 2012, disse quarta-feira em Maputo a ministra dos Recursos Minerais, Esperança Bias.

“Com estes investimentos, de que resultaram empreendimentos de grande dimensão de gás natural, areias pesadas e carvão, consolidámos a posição privilegiada de Moçambique no mapa mundial dos países receptores de investimentos”, disse a ministra, no decurso de um seminário sobre responsabilidade social das empresas.

Actualmente, segundo a ministra, várias empresas petrolíferas estrangeiras associadas a nacionais estão a realizar pesquisas geológicas ao abrigo de 12 contratos de concessão de pesquisa e produção de petróleo nas bacias de Moçambique e do Rovuma.

Em resultado da adequação e melhoria da legislação do sector, disse Bias, consolida-se cada vez mais a participação e envolvimento dos cidadãos moçambicanos no capital das empresas de fornecimento de bens e serviços.

De acordo com a agência noticiosa moçambicana AIM, a ministra, para sustentar os seus argumentos, citou como exemplo a aquisição, em 2008, em que 10% das acções da Companhia Moçambicana de Hidrocarbonetos, envolvida na extracção de gás natural em Pande e Temane, província de Inhambane, foram adquiridas por 1247 cidadãos moçambicanos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH