Recuperação de três fábricas têxteis em Angola custará mil milhões de dólares

13 June 2013

Angola está a despender mil milhões de dólares na recuperação de três fábricas têxteis que darão emprego a 2700 pessoas, disse recentemente o director-geral da sucursal do grupo japonês Marubeni em Angola.

Em declarações a um jornal angolano, Koichi Nagashima disse que a fábrica Textang II, em cuja recuperação serão gastos 270 milhões de dólares, começará a funcionar dentro de dois meses dispondo de uma capacidade inicial de produção de 9 milhões de metros de tecido por ano.

Aquele responsável adiantou que as duas outras fábricas entrarão em funcionamento apenas em 2015.

A África Têxtil, na província central de Benguela, disporá de capacidade para produzir 2 milhões de conjuntos de cama e 12 milhões de toalhas por ano quando entrar em funcionamento em Fevereiro de 2015 e a fábrica Satec, na província do Cuanza Norte, produzirá 4 milhões de camisas e 6 milhões de metros de tecido por ano a partir do terceiro trimestre de 2015.

O equipamento para estas fábricas já está a ser importado do Japão, Coreia do Sul, China e de alguns países europeus, disse ainda Nagashima.

O Banco do Japão para a Cooperação Internacional abriu uma linha de crédito de mil milhões de dólares a favor de Angola para financiar a recuperação destas três fábricas têxteis. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH