Porto da Beira, em Moçambique, a perder carga para os portos da região

17 June 2013

A Cornelder de Moçambique, a entidade gestora do porto da Beira, comunicou ao governo da província de Sofala estar a registar perdas significativas no processamento de carga geral e em contentores, informou o director do Departamento de Marketing e Vendas.

Félix Machado adiantou que os utilizadores tradicionais do porto, empresas do Zimbabwe, Zâmbia, Malawi e RDCongo, estão a transferir cargas para outros portos, nomeadamente Dar-es-Salam, na Tanzânia, e Durban, na África do Sul.

Citado pelo matutino Notícias, de Maputo, Machado adiantou que tal facto deve-se à falta de capacidade financeira para cobrir as garantias bancárias exigidas no desembaraço das mercadorias, conforme estipula o Decreto Ministerial número 307/2012, de 15 de Novembro, sobre a Janela Única Electrónica (JUE) em execução desde 1 de Abril último.

O director do Departamento de Marketing e Vendas da Cornelder Moçambique exemplificou que o processamento de carga geral e em contentores no porto está a cair 7% pelo que, caso a situação se mantenha, o porto da Beira vai este ano registar perdas de 17% na carga em contentores e 28% na carga geral enquanto o porto de Durban crescerá 44%.

Dizendo ser necessária encontrar uma solução imediata, Félix Machado informou que empresas de navegação como a Mitsui O.S.K. Lines do Japão e a Evergreen de Taiwan já abandonaram o porto da Beira, tendo a francesa CMA-CGM anunciado já intenção semelhante. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH