Produção de castanha de caju em Moçambique deverá atingir 110 mil toneladas na presente campanha

17 June 2013

A produção de castanha de caju em Moçambique deverá ser este ano de 110 mil toneladas, tendo a respectiva campanha de comercialização atingido já 85 mil toneladas, afirmou a directora do Instituto do Fomento do Caju, Filomena Maiopué.

No decurso da reunião anual de planificação das actividades do Instituto de Fomento do Caju (Incaju), que decorreu na cidade de Angoche, província de Nampula, Filomena Maiopué adiantou que, com a produção prevista para este ano, Moçambique volta a estar próximo do máximo alcançado em 2010, quando foram produzidas 113 mil toneladas.

A produção da presente campanha regista ainda melhoras relativamente à época 2011-2012, em que se registou a pior campanha dos últimos dez anos, com apenas 64 mil toneladas.

A directora do Incaju adiantou que cerca de 4,5 milhões de cajueiro vão ser pulverizados, num programa à escala nacional, a fim de aumentar a produtividade por planta, combatendo o oídio e a antracnose, assegurando o cumprimento da meta de produção para a próxima campanha que foi fixada em 94 mil toneladas de castanha.

O caju é uma cultura praticada maioritariamente pelo sector familiar e o processo de pulverização para o controlo químico de doenças e pragas vai beneficiar um universo de 155 mil famílias baseadas fundamentalmente nas oito das 11 províncias produtoras da castanha de caju, em que são excepções Maputo-cidade, Niassa e Tete. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH