Draga Macuti vai melhorar navegação no porto da Beira, Moçambique

18 June 2013

A draga Macuti encontra-se já na Beira, sendo esperado que resolva em definitivo os problemas de elevado assoreamento do canal de acesso ao porto daquela cidade, capital da província de Sofala, informou o matutino Notícias, de Maputo.

A draga, adquirida a um estaleiro naval da Lituânia e que teve um custo de 35 milhões de euros, deverá entrar em funcionamento nos próximos dias na chamada curva do Macuti, onde a elevada concentração de sedimentos naturais atinge uma média de três milhões de metros cúbicos.

Esta draga irá garantir uma cota de pelo menos oito metros de profundidade no canal de acesso, fazendo com que navios até 60 mil toneladas de arqueação bruta possam utilizar o porto.

Com a entrada em funcionamento da draga, a espera de dias a que os navios estão actualmente sujeitos deverá desaparecer, indo impulsionar o projecto de construção do terminal de carvão daquele porto, por onde está a ser escoado o carvão extraído na província de Tete, nomeadamente pelo grupo brasileiro Vale.

Actualmente, o carvão que é transportado através da linha de caminho-de-ferro do Sena de Moatize até à Beira tem de ser colocado em barcaças que procedem ao transbordo no mar alto para navios de grande calado.

Com a chegada da Macuti, Moçambique dispõe actualmente de cinco dragas, tendo o presidente da Empresa Moçambicana de Dragagem (Emodraga), Adamo Tayob, que o propósito da empresa é tornar os portos nacionais mas seguros e navegáveis, sobretudo na Beira onde há influências dos rios Búzi e Pungué. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH