Município de Maputo, capital de Moçambique, apresenta plano de mobilidade urbana

19 June 2013

O plano de mobilidade para a área metropolitana de Maputo inclui a construção de um metro de superfície e de um corredor urbano para transportes públicos, anunciou quarta-feira o vereador dos Transportes e Trânsito do município de Maputo.

Citado pela imprensa moçambicana, João Matlombe disse ainda que o plano de mobilidade terá um custo estimado em 5,5 mil milhões de dólares e acrescentou haver já entidades interessadas em financiar parte do projecto.

Envolvendo os municípios de Maputo e da Matola e ainda os distritos de Boane e de Marracuene, o Plano Director de Mobilidade e Transportes para a área Metropolitana de Maputo tem um prazo de execução de 22 anos e foi elaborado com o apoio financeiro do governo do Japão.

Um programa de melhoria da mobilidade urbana e de gestão de tráfego e transportes públicos, que deverá custar 57 milhões de dólares, é uma das três acções estratégicas previstas, que deverão ser concretizadas com recurso a financiamento público e privado.

“Para o projecto de gestão de tráfego na cidade de Maputo temos financiamento praticamente garantido e estamos já na fase de encerramento das negociações, pois, o estudo já foi feito e aprovado”, disse João Matlombe.

Apelidado de BRT e avaliado em 180 milhões de dólares, o segundo projecto inclui a construção de um corredor de 30 quilómetros para transportes públicos, a compra de autocarros e a introdução de um sistema de bilheteiras electrónicas, devendo estar concluído em 2018.

Garantindo a existência de pelo menos “seis financiadores” para estas duas últimas acções, João Matlombe anunciou a eventual realização de um “concurso para se escolher a melhor opção.”

Para já, prosseguem as acções destinadas a angariar financiamento para o metro de superfície Maputo-Matola, que terá uma extensão de 35 quilómetros e linhas alimentadoras nas zonas de Machava, Matola-Gare e Boane.

Se avançarem, estes projectos vão juntar-se aos da construção da Circular de Maputo – já em curso – e da ponte Maputo-Catembe, que deverá iniciar-se no decurso do segundo semestre. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH