Projecto angolano-brasileiro Biocom iniciará produção em 2014

25 June 2013

A Companhia de Bioenergia de Angola (Biocom), na província de Malange, deverá iniciar em 2014 a produção de açúcar e de etanol a partir do processamento de cana-de-açúcar, disse terça-feira em Luanda o presidente da Sociedade de Desenvolvimento do Pólo Agro-industrial de Capanda (Sodepac), Carlos Fernandes.

Aquela empresa, que se encontra integrada no Pólo Agro-industrial de Capanda, é uma parceria entre o Estado angolano, através da Agência Nacional para o Investimento Privado (ANIP) e da Sonangol Holding, com uma participação de 20% e os grupos angolano Damer e brasileiro Odebrecht, ambos com 40% cada.

Fernandes adiantou que o investimento global da Biocom está avaliado em 25 mil milhões de kwanzas (197,5 milhões de dólares), pretendendo os seus responsáveis vir a produzir dois milhões de toneladas de cana-de-açúcar que darão origem a 260 mil toneladas de açúcar e 30 milhões de litros de álcool etílico.

Haverá ainda lugar à produção de 28 megawatts/hora de energia eléctrica, que vai reforçar a linha de alta tensão Capanda/Cacuso, cerca de 70 quilómetros a oeste da cidade de Malange.

Além de contribuir para que Angola reduza as importações de açúcar, este projecto irá criar 500 empregos directos e 700 indirectos, disse ainda o presidente da Sodepac. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH