Agência Moody’s mantém notação de risco de Macau em “Aa3”

27 June 2013

A agência Moody’s manteve a notação de risco de Macau em “Aa3”, o quarto nível mais elevado, e justificou a decisão com o elevado grau de elasticidade da economia do território, uma situação financeira pública muito forte e baixa susceptibilidade a riscos.

A Moody’s adiantou que não obstante a pequena dimensão da economia de Macau e a sua elevada dependência de uma única actividade, a indústria do jogo, a sua elasticidade tem sido demonstrada pelas elevadas taxas de crescimento económico ao longo da última década, o que fez com que o rendimento “per capita” tenha atingido um nível muito elevado.

Em 2012, o Produto Interno Bruto (PIB) de Macau cresceu 9,9% para 43,5 mil milhões de dólares e o rendimento “per capita” atingiu 76 588 dólares.

A balança corrente de Macau tem registado um excedente de 31% do PIB desde 2002 e chegou a atingir 46% em 2011 devido ao aumento das receitas do sector do jogo.

De acordo com a Moody’s as vulnerabilidades da economia de Macau decorrem de choques externos tais como a redução no número de turistas e a concorrência no sector do jogo por parte de outros destinos na Ásia. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH