Barclays Moçambique afirma acompanhar redução das taxas de juro do banco central

27 June 2013

O Barclays Moçambique tem estado a reduzir as taxas de juro de algumas linhas de crédito, em sintonia com a redução das taxas directoras por parte do Banco de Moçambique, afirmou em Maputo o director de Tesouraria da instituição, Alberto Pitoro.

Citado pela imprensa moçambicana, Pitoro adiantou que a redução que se está a verificar na taxa de juro de facilidade permanente de cedência de liquidez não deve ser encarada como o único factor determinante para a redução das taxas de juro no mercado financeiro, dado que existem outros factores de risco a ter em conta.

Aquele responsável disse ainda compreender que o banco de Moçambique, ao reduzir as taxas directoras, abre espaço para que os bancos comerciais baixem as taxas de juro que praticam na economia, mas diz que isso não acontece, necessariamente, na mesma proporção.

As afirmações foram proferidas no 2º Fórum Económico do Barclays, no âmbito do 10º aniversário da instituição em Moçambique, no decurso do qual o economista sénior do grupo Absa/Barclays, Riddle Markus, revelou que, em termos regionais, Moçambique é o país com o maior défice da balança comercial, que representa 36% do Produto Interno Bruto.

O Barclays opera em Moçambique há dez anos, dispondo actualmente de uma rede de 43 balcões e cerca de 900 trabalhadores. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH