Índia concede 217 milhões em três linhas de crédito a favor de Moçambique

7 July 2013

A Índia vai abrir três linhas de crédito a favor de Moçambique no montante global de 217 milhões de dólares para financiar projectos de obras públicas e habitação, tendo os respectivos acordos sido assinados no final da reunião da Comissão Mista de Cooperação Moçambique-Índia.

Assinados pelo ministro das Finanças de Moçambique, Manuel Chang, e por David Rasquinha, director executivo do Banco de Exportações e Importações (ExIm) da Índia, os três acordos visam a reparação da estrada Tica-Búzi-Nova, província de Sofala, construção de 1200 casas nas províncias de Tete, Zambézia e Cabo Delgado e a terceira fase do projecto de abastecimento de água nas províncias de Manica, Zambézia e Nampula.

Com estes acordos fica encerrado o ciclo de financiamento através da linha de crédito anunciada pelo governo indiano aquando da visita do Presidente da República, Armando Guebuza, a Índia, em 2010.

Na altura, o governo indiano anunciou uma linha de crédito no valor de 500 milhões de dólares que, além dos sectores já anunciados, financiou a melhoria da qualidade de energia à cidade e província de Maputo, aumentou a produtividade do cultivo do arroz, trigo e milho em Moçambique, bem como possibilitou a instalação de uma fábrica de painéis solares em Beluluane.

No final da 3ª sessão da Comissão Mista para a Cooperação entre Moçambique e Índia, as partes qualificaram de excelentes as relações entre os dois países e marcaram o próximo encontro para a cidade de Nova Deli, capital da Índia.

Na sexta-feira, o vice-ministro moçambicano dos Recursos Minerais, Abdul Razak, disse que as trocas comerciais entre Moçambique e a Índia duplicaram no período de dois anos, ao terem passado de 631 milhões de dólares em 2010 para 1,28 mil milhões de dólares em 2012. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH