Empresa japonesa pretende construir complexo têxtil em Nacala, Moçambique

10 July 2013

Uma empresa japonesa deverá construir na cidade de Nacala um complexo têxtil, com unidades de fiação, tecelagem e confecção de artigos de vestuário, disse o delegado da região norte do Instituto de Algodão de Moçambique, António Alberto.

Aquele responsável disse ainda ao matutino Notícias, de Maputo, que a empresa japonesa, que identificou como Nitura, pretende ainda vir a dispor de 4 mil hectares no distrito de Malema para assegurar a produção de algodão necessário para o funcionamento do complexo têxtil.

O jornal adiantou que representantes da empresa japonesa encontram-se em Nacala a fim de tratar dos aspectos administrativos visando a implantação física do complexo, tendo o governo da província de Nampula assegurado já o terreno necessário.

Atendendo a que os 4 mil hectares deverão proporcionar uma produção de 16 mil toneladas de algodão caroço por campanha e cerca de 30 mil toneladas por ano, a empresa recebeu autorização para construir na região uma unidade de descaroçamento de algodão.

António Alberto disse que a empresa japonesa vai utilizar um método de produção que proporciona duas colheitas por ano e uma produtividade de 5 a 6 toneladas por hectare, indo ser construída uma barragem para reter a água necessária para a irrigação dos campos de algodão. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH