Companhia de Bioenergia de Angola inicia produção de açúcar em Junho de 2014

25 July 2013

A Companhia de Bioenergia de Angola (Biocom) vai iniciar a transformação de cana em açúcar a partir de Junho de 2014 estando previsto que a produção atinja 260 mil toneladas por ano a partir de 2018, disse o director-geral da empresa.

A administração da Biocom, um consórcio entre os grupos brasileiro Odebrecht, que lidera e estatal angolano Sonangol, ambos com 40% e a empresa privada angolana Damer Indústria, com os restantes 20%, antecipa mesmo a duplicação da produção, antecipando a colocação do produto nos mercados estrangeiros, “tudo dependendo dos preços que se verificarem na altura.”

“O açúcar é mais importante do que o café para o consumo interno ou mesmo para exportar, nesta altura”, disse Carlos Henrique Mathias, acrescentando que este projecto é “completamente viável do ponto de vista económico”, de acordo com a agência financeira Bloomberg.

Para o efeito, a Biocom dispõe de um terreno com 40 mil hectares a cerca de 300 quilómetros a este de Luanda onde irá ser produzida cana-de-açúcar, tanto para a produção de açúcar como de álcool etílico para servir de biocombustível.

A preparação do terreno para a plantação de cana-de-açúcar iniciou-se em 2011 estando previsto que a fábrica entre em laboração em 2014 e que produza 40 mil toneladas de açúcar. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH