Angola representa mais de metade do lucro no 1º semestre do grupo bancário português BPI

30 July 2013

O resultado líquido do Banco de Fomento Angola (BFA) no primeiro semestre representou mais de metade do lucro total do grupo de que é subsidiário, o BPI, de acordo com números divulgados pela instituição bancária portuguesa.

Os números fornecidos permitem concluir que o lucro da actividade internacional do grupo, que inclui o BFA em Angola e o BCI em Moçambique, caiu 3,3% nos primeiros seis meses do ano para 38,5 milhões de euros.

O Banco de Fomento Angola contribuiu com 35,9 milhões de euros, ou mais de metade do obtido pelo grupo, e o BCI de Moçambique com 3,9 milhões de euros.

O BPI anunciou ter obtido um resultado líquido de 58,9 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano, um valor que representa uma queda de 30,7% em relação aos 85,1 milhões de euros no período homólogo do ano passado.

A penalizar as contas do BPI esteve o aumento das imparidades para o crédito malparado, que cresceram 2,8% para 150,6 milhões de euros.

De acordo com as previsões dos analistas, o BPI vai ser o único dos três maiores bancos portugueses cotados em bolsa a fechar as contas do semestre com resultados líquidos positivos. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH