Aprovada em Portugal fusão entre a Zon Multimedia e a Optimus

26 August 2013

A Autoridade da Concorrência (AdC) de Portugal aprovou segunda-feira a fusão entre a Zon Multimedia e a Optimus, embora dependente do cumprimento de cinco condições, informaram as duas empresas em comunicados divulgados através do regulador de mercado.

De entre as condições impostas pela Autoridade da Concorrência está a obrigatoriedade de a Optimus (detida pela Sonaecom) colocar à venda a rede de fibra óptica, sendo que a Vodafone tem direito de preferência na compra.

A decisão divulgada pela Concorrência segunda-feira (o último dia que o regulador tinha para se pronunciar) era o último passo que faltava para consumar a fusão entre a Zon e a Optimus, sobre a qual se especulava já desde 2007.

Com este negócio, que criará uma nova sociedade veículo que será dona de mais de 50% do capital da nova operadora, nasce uma nova grande empresa das telecomunicações em Portugal, com maior capacidade para concorrer com o grupo Portugal Telecom.

Juntas, a Zon e a Optimus vão gerar receitas de 1600 milhões de euros e dominar 28% do mercado, devido à ligação da força que a primeira tem no segmento da televisão paga ao terreno que a segunda foi conquistando no negócio móvel.

Em comunicado, a empresária angolana Isabel dos Santos, a maior accionista da Zon Multimédia, afirmou “estar aberto o caminho para a criação de uma empresa muito mais robusta do que aquelas que lhe dão origem e que reúne condições para competir com mais vigor e qualidade” naquele que diz ser o “difícil mercado português.” (macauhub)

MACAUHUB FRENCH