Grupo Anadarko Petroleum promove no Japão gás de Moçambique

10 September 2013

O grupo norte-americano Anadarko Petroleum deverá anunciar acordos para o fornecimento de gás natural a ser extraído em Moçambique já este ano e em 2014, disse terça-feira em Tóquio o presidente executivo do grupo, Al Walker.

Walker disse ainda que os primeiros envios de gás natural mantêm-se, conforme previsto, para 2018, e acrescentou que no final do ano o grupo terá investido 3 mil milhões de dólares na prospecção do bloco Área 1 da bacia do Rovuma, norte de Moçambique.

Até à data, prosseguiu Al Walker citado pela agência financeira Reuters, já foram encontrados depósitos com reservas de 35 biliões a 65 biliões de pés cúbicos de gás natural passíveis de extracção.

No decurso de uma conferência com potenciais compradores, Walker disse que o grupo pretende iniciar o projecto com a instalação de quatro centrais de processamento de gás natural, que poderão vir a ser em número de 10, num terreno de 7 mil hectares.

O grupo norte-americano associou-se ao italiano ENI para o desenvolvimento conjunto dos blocos Área 1 e Área 4, com o primeiro a anunciar na sua página electrónica que a produção de gás natural liquefeito de Moçambique poderá vir a atingir 50 milhões de toneladas por ano.

Os dois grupos descobriram nos dois blocos cerca de 150 biliões de pés cúbicos de gás natural, ocorrendo novas descobertas com regularidade, a última das quais foi anunciada pelo grupo ENI. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH