Standard & Poor’s coloca notação de risco de Portugal sob vigilância negativa

22 September 2013

A agência Standard & Poor’s (S&P) colocou a notação de risco “BB” de Portugal sob vigilância negativa tendo adiantado haver uma probabilidade de 50% de vir a rever em baixa aquela notação, informou a agência em comunicado divulgado na passada semana.

“O falhanço das metas previstas no programa de ajuda financeira a Portugal pode agravar a incerteza sobre a evolução da dívida pública e aumentar a probabilidade de Portugal vir a necessitar de um segundo resgate”, disse a S&P.

A concretizar-se, a revisão em baixo da notação de risco colocaria Portugal numa posição mais difícil para poder sair do programa de resgate no próximo ano e aceder de novo aos mercados financeiros, uma vez que a notação atribuída pelas agências é uma ferramenta para os investidores avaliarem a capacidade de reembolso de um Estado ou empresa.

No mesmo sentido, o banco alemão Commerzbank vê a probabilidade de um segundo resgate financeiro a Portugal a aumentar com a indefinição política e adianta que o país não escapará a um linha de crédito “cautelar” quando o actual programa de ajuda terminar em 2014.

“Portugal precisará pelo menos de uma linha cautelar, mas as probabilidades de um segundo resgate estão a aumentar”, declarou ao jornal português Económico o analista do banco alemão David Schnautz, para quem o acesso pleno aos mercados de Portugal joga-se agora na “arena política.” (macauhub)

MACAUHUB FRENCH