Subconcessão dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, em Portugal, com dois interessados

24 September 2013

O grupo português Martifer e uma sociedade participada por um empresário russo do sector naval são os únicos concorrentes à subconcessão dos terrenos e das infra-estruturas dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo (ENVC), cujo concurso público terminou segunda-feira.

“As propostas foram submetidas pela AK Consultoria de Gestão e pelo agrupamento constituído pelas sociedades Martifer Energy Systems SGPS e NavalRia – Docas e Reparações Navais”, adiantou a empresa em comunicado, onde esclarece também que a sociedade AK é detida a 100% pelo empresário russo Andrey Kiselev, principal accionista da RSI Trading.

O grupo russo é o mesmo que, em 2012, chegou à última fase de reprivatização dos estaleiros, entretanto abandonada pelo governo que justificou a decisão com a investigação lançada pela Comissão Europeia às ajudas públicas atribuídas aos ENVC entre 2006 e 2011 no valor de 181 milhões de euros.

Já a Martifer, que nos estaleiros da NavalRia em Aveiro emprega cerca de 400 trabalhadores, tinha manifestado interesse numa subconcessão da empresa mas, em 2012, o governo decidiu avançar com a reprivatização.

Dados divulgados pelo Ministério da Defesa, indicam que após o lançamento do concurso público pela administração dos ENVC a 31 de Julho, 14 entidades manifestaram interesse em levantar o caderno de encargos mas, até 5 de Setembro, apenas oito empresas o tinham feito e, dessas oito, apenas duas concretizaram a corrida ao negócio com a apresentação de propostas.

O resultado deste concurso será conhecido em Outubro. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH