Moody’s afirma que Angola e Moçambique vão emitir dívida nos mercados internacionais

8 October 2013

Angola e Moçambique deverão fazer emissões de dívida pública nos mercados financeiros internacionais este ano ou no futuro próximo, afirmou a agência de notação financeira Moody’s, num relatório especial sobre emissões de dívida em África terça-feira divulgado.

“Identificámos seis países na África a sul do Saara que acreditamos vão iniciar a emissão de dívida pública nos mercados internacionais nos próximos anos”, precisou a Moody’s, especificando que a lista inclui Angola, Moçambique, Camarões, Quénia, Tanzânia e Uganda e que cada um destes países deverá procurar encaixar pelo menos 500 milhões de dólares.

Com a realização destas operações, estes países vão entrar no índice JP Morgan relativo aos títulos de dívida de mercados emergentes (EMBIG), o que vai, afirma a Moody’s, “não só ajudar a aumentar a sua visibilidade num conjunto alargado de investidores, mas também definir uma taxa de juro padrão para as empresas locais e para os bancos que queiram fazer emissões internacionais.”

Com um crescimento económico médio de 5% a 6% durante os próximos anos, de acordo com as previsões dos analistas da Moody’s, estes países africanos não deverão, no entanto, passar a usar este instrumento como a principal fonte de financiamento.

Angola, por exemplo, tem um conjunto de empréstimos contraídos junto de bancos chineses que lhe garante uma taxa de juro inferior à praticada para outros países fora dos mercados emergentes em África. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH