Presidente de Angola revê em baixa taxa de crescimento da economia em 2013 para 5,1%

15 October 2013

A economia de Angola deverá crescer em este ano 5,1%, menos do que os 7,1% previstos, anunciou terça-feira em Luanda o Presidente José Eduardo dos Santos, no discurso sobre o Estado da Nação.

“Angola está integrada na economia internacional e sofre os efeitos dos seus constrangimentos”, considerou José Eduardo dos Santos, recordando que a evolução recente da economia mundial foi marcada pela revisão em baixa das previsões de crescimento.

“No plano interno, a nossa economia foi afectada pela estiagem severa ocorrida ao longo de todo o ano de 2012 em 14 das 18 províncias do país, tendo a produção da energia hidroeléctrica evoluído a um ritmo de 10,4%, muito inferior ao previsto, que era de 23,9%”, destacou.

O Presidente angolano referiu-se ainda ao sector petrolífero, cujo crescimento ficou “muito abaixo das estimativas que apontavam para 17,7%”, fixando-se apenas em 5,6%.

José Eduardo dos Santos destacou o controlo que tem vindo a ser alcançado sobre a inflação, que continua a ser apenas de um dígito, e a estabilidade nas taxas de juros.

O Presidente angolano revelou que as reservas internacionais líquidas situam-se actualmente em 33,4 mil milhões de dólares, um crescimento de 9,3% em relação ao final de 2012. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH