Mercado de estruturas pré-fabricadas cresce em Moçambique

27 October 2013

O mercado de produção, montagem e comercialização de estruturas pré-fabricadas está a atrair cada vez mais empresas portuguesas para Moçambique, onde decorrem vários projectos nas áreas de exploração de recursos minerais e de turismo.

A Flamingo Africa Global Solutions, de capitais portugueses e constituída há cerca de seis meses, é apenas uma das várias empresas que estão a apostar no negócio de estruturas pré-fabricadas no mercado moçambicano.

“Sabemos que a procura de habitação é maior do que a oferta e achamos que a área do turismo ainda pode ser mais explorada, por isso, queremos introduzir no mercado as nossas casas pré-fabricadas, que têm preços competitivos e têm uma qualidade acima da média”, disse à macauhub em Maputo Ashok Manilal, um dos quatro sócios-gerentes da empresa.

O responsável adiantou que a sua empresa utilizou a Feira de Turismo de Moçambique, que decorreu recentemente nos arredores da capital moçambicana, para apresentar as suas habitações em madeira, que têm preços – “chave na mão” – a partir de 33 mil dólares, e que são produzidas em Portugal por um parceiro, a Rusticasa.

Com processos e prazos de montagem simples e rápidos, as estruturas pré-fabricadas estão a despertar o interesse de diversos investidores dos sectores do turismo e da exploração de recursos naturais, como é o caso da Montepuez Ruby Mining, que explora rubis na região de Montepuez, na província de Cabo Delgado e que, em 2012, construiu 150 casas pré-fabricadas para os seus trabalhadores.

Também a construção, em cinco meses, de um condomínio com 16 casas, pela Steel Houses, que está em Moçambique desde 2012 e que apresenta “um sistema construtivo que utiliza perfis de aço galvanizado para formar estruturas comerciais e residenciais”, comprova o crescimento deste tipo de estruturas no mercado habitacional do país.

Outras empresas portuguesas, que encontram no mercado sul-africano e asiático os seus principais concorrentes, como a Regular Barra, a Movex e a Frisomat, estão também a operar no país.

A produção deste tipo de estruturas começa a dar os primeiros sinais de crescimento em Moçambique, tendo a Sogitel, do grupo Visabeira, anunciado recentemente o lançamento de uma fábrica de pré-fabricados de betão. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH