Moçambique reduz em 100 mil toneladas importação de arroz

10 November 2013

O aumento da produção de arroz na campanha agrícola concluída em Moçambique permitiu reduzir para 200 mil toneladas a quantidade a importar para abastecer o mercado, anunciou recentemente o ministro da Agricultura moçambicano, José Pacheco.

De acordo com o responsável, Moçambique apresenta um consumo médio anual de cerca de 600 mil toneladas de arroz, tendo, na campanha agrícola de 2012/2013, aumentado a produção deste cereal em 100 mil toneladas.

“Reduzimos o défice de 300 mil para 200 mil toneladas nas necessidades de consumo de arroz”, disse José Pacheco, citado pela imprensa moçambicana, acrescentando que “em outras culturas”, como o milho ou mandioca, o país já “atingiu níveis de auto-suficiência”, procurando-se agora “comercializar os excedentes de produção.”

No arranque da campanha agrícola de 2013/2014, lançada na última semana na província de Gaza, o ministro José Pacheco afirmou ser expectável que na campanha 2017/2018 Moçambique esteja a produzir todo o arroz que consome, atendendo ao facto de estarem em curso projectos de produção e processamento de arroz nas nas províncias de Gaza, Sofala, Zambézia e Nampula.

Na passada semana, a empresa chinesa Wanbao Grains & Oils Co. anunciou ter obtido um financiamento de 10 milhões de dólares para um projecto agrícola de produção de arroz na região de Gaza – por via do Fundo de Cooperação para o Desenvolvimento entre a China e os Países de Língua Portuguesa – cujo desenvolvimento tem um custo estimado em 200 milhões de dólares. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH