União Europeia preocupada com situação financeira de Cabo Verde

24 November 2013

O delegado da Comissão Europeia em Cabo Verde, o diplomata português José Pinto Teixeira, manifestou-se na passada semana preocupado com a situação financeira do país, mas garantiu que a União Europeia manterá o apoio orçamental ao arquipélago.

De acordo com a agência noticiosa Lusa, Pinto Teixeira falava no final de um encontro com José Maria Neves, no âmbito da deslocação do primeiro-ministro cabo-verdiano a Bruxelas, para participar, a convite do presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, numa jornada sobre desenvolvimento, a 26 e 27 de Novembro corrente.

Dizendo que a situação macroeconómica dos países que recebem apoio orçamental “é sempre seguida com atenção”, o diplomata recordou que Cabo Verde recorreu à contracção de dívida para dotar o país de infra-estruturas, só que esse esforço coincidiu com a crise internacional, “o que veio agravar a situação.”

O embaixador salientou que a União Europeia tem um programa de cooperação com Cabo Verde que envolve um apoio substancial ao Orçamento do Estado, indo esse apoio representar um compromisso financeiro de 55 milhões de euros para os próximos seis anos.

A proposta de Orçamento do Estado para 2014, que começou a ser discutida na quinta-feira no parlamento cabo-verdiano, prevê que o rácio da dívida pública suba de 92% do Produto Interno Bruto (PIB) projectados para 2013 para 98,2%, fruto da manutenção do Programa de Investimentos Públicos em níveis elevados.

A proposta de OE prevê despesas de 57,8 milhões de contos (524,1 milhões de euros), receitas de 44,6 milhões de contos (404,5 milhões), um crescimento do PIB entre 3,5% e 4,5% e um défice público de 7,4% do PIB (mais 0,1 pontos percentuais do que o reprogramado para 2013) e tem por base uma inflação entre 2% e 3% em 2013. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH