Pescado representa 1/3 das proteínas consumidas em Angola

28 November 2013

O consumo de proteínas em Angola é representado em um terço por produtos do mar, com 90% do pescado a ter origem local, principalmente na espécies mais comuns como sardinha, carapau, cavala, cachucho e corvina, disse esta semana na cidade de Namibe a ministra das Pescas.

Durante o Conselho de Gestão Integrado dos Recursos Biológicos Aquáticos, que decorreu naquela cidade, Vitória de Barros Neto salientou que as capturas da pesca artesanal representam cerca de 30% do total do pescado capturado em Angola, uma actividade assegurada por seis mil embarcações licenciadas nos últimos anos e que dão emprego a 50 mil pessoas.

De acordo com o Jornal de Angola, a ministra disse ainda que algumas dessas pessoas estão organizadas em cooperativas e mais de 80% são mulheres dedicadas principalmente à venda do pescado e ao seu processamento.

O Conselho de Gestão Integrado dos Recursos Biológicos Aquáticos é um órgão de apoio à ministra das Pescas no domínio da concertação social periódica do ordenamento e gestão dos recursos pesqueiros da aquicultura e do sal.

Entre os temas constantes da agenda da reunião esteve a análise do relatório do estado dos recursos e da panorâmica da frota pesqueira referente ao ano em curso. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH