Produção de castanha de caju em Moçambique poderá ser inferior à previsão de 95 mil toneladas

1 December 2013

A produção de castanha de caju na presente campanha poderá não atingir as 95 mil toneladas previstas pelo sector devido a um conjunto de factores cujo impacto real ainda é difícil de determinar, afirmou a directora do Instituto de Fomento do Caju (Incaju).

Citada pelo matutino Notícias, de Maputo, Filomena Maiopué mencionou factores como pragas e doenças, alterações climatéricas e a tensão político-militar como podendo vir a ter um efeito negativo no decurso da campanha de produção e comercialização 2013/14 actualmente em curso.

Referindo que na zona norte do país, sobretudo nas províncias de Nampula e Cabo Delgado, as condições climatéricas nos últimos tempos da floração e frutificação das plantas não foram favoráveis, garantiu, no entanto, que a quebra na produção, a existir, não será drástica, não devendo ser inferior a 90 mil toneladas.

Na região centro, fundamentalmente em Sofala, o cenário é diferente havendo muita castanha, encontrando-se os produtores e camponeses na fase de colheita e na província da Zambézia o cenário é melhor do que o registado na anterior campanha.

No sul, nomeadamente Inhambane e Gaza, a situação é altamente favorável, adiantou Maiopué, que acrescentou dentro de um a dois meses, até Fevereiro, “teremos uma ideia precisa do que é que vai acontecer globalmente em termos de produção.” (macauhub)

MACAUHUB FRENCH