Investidores estrangeiros compram 43,2% do capital dos CTT – Correios de Portugal

4 December 2013

Investidores estrangeiros adquiriram 43,2% das acções representativas do capital social dos CTT – Correios de Portugal, no decurso da Oferta Pública de Venda que decorreu até à passada segunda-feira, de acordo com dados divulgados pela Euronext.

Na sessão de apresentação dos resultados da operação de privatização dos CTT, que passou pela dispersão em bolsa de 70% do capital social da empresa, foi anunciado que dos 84 milhões de acções destinados a grandes investidores 77% foram comprados fora de Portugal, na sua maior parte do Reino Unido e os restantes 23% foram adquiridos por nacionais.

As acções adquiridas por investidores nacionais representam uma participação de 14,2% no capital dos CTT.

A esta fatia juntam-se outros 12,6% que foram atribuídos a pequenos investidores, na sua maioria portugueses, o que significa que 26,8% do capital dos CTT será controlado por accionistas portugueses.

A liquidação física das acções ocorrerá hoje, quinta-feira, no mesmo dia em que os CTT se estreiam em bolsa.

O governo decidiu, a 10 de Outubro, alienar 70% do capital dos correios em bolsa, destinando 20% da oferta ao retalho (público em geral e trabalhadores) e 80% aos grandes investidores, com o apoio de quatro bancos (Caixa Bi, JP Morgan, BBVA e BESI).

Na terça-feira, o governo fixou o preço de cada acção a alienar em 5,52 euros, o que elevou o encaixe com a operação para 580 milhões de euros e a avaliação dos CTT para 828 milhões de euros. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH