Banco português BPI revê em baixa previsão de crescimento da economia de Angola em 2013

20 January 2014

O gabinete de estudos económicos e financeiros do banco português BPI reviu em baixa a previsão de crescimento para a economia de Angola em 2013 em 0,7 pontos percentuais, estimando agora um aumento do Produto Interno Bruto (PIB) de 4,5%.

De acordo com o Panorama Macro Mensal referente a Janeiro, citado pela agência noticiosa Lusa, os economistas do banco português afirmam que “a produção petrolífera deverá ter sido mais fraca do que o esperado inicialmente, o que motivou uma revisão em baixa da previsão de crescimento do PIB real em 2013.”

Os dados mais recentes, afirma o BPI, apontam para uma nova descida na produção de petróleo, a mais importante fonte de receita, durante este ano, acrescentando que a “produção média de petróleo caiu para 1,72 milhões de barris por dia no período entre Julho e Novembro, abaixo da média de 1,76 milhões de barris produzida entre Janeiro e Junho.”

Por outro lado, continua o relatório do BPI, “as receitas fiscais provenientes do petróleo devem ter excedido o orçamento inicial em 5%, embora o desvio seja bastante menor do que nos anos anteriores, sinalizando que os esforços para diversificar a economia, afastando-a da dependência do petróleo, têm sucessivamente sido sobrestimados no princípio de cada ano.”

Este ano, nota o BPI, Angola enfrentará “novos desafios económicos”, a começar pela nova pauta aduaneira, que entrou em vigor em Janeiro e prevê um aumento de 50% nas taxas de alguns produtos, como a cerveja ou a água engarrafada, e que foi aprovada “com o intuito de desencorajar as importações e ‘subsidiar’ a produção local.” (macauhub)

MACAUHUB FRENCH