FMI afirma que taxas de juro comerciais em Moçambique são elevadas

22 January 2014

Moçambique deve encontrar formas de reduzir as taxas de juros praticadas pela banca comercial, que são elevadas e dificultam o acesso do público ao crédito, afirmou recentemente o representante residente do Fundo Monetário Internacional em Moçambique.

“Um desafio que se mantém é a necessidade de criar condições para permitir reduções das taxas de juros pedidas pelos bancos que são ainda bastante elevadas”, disse Alex Segura, citado pela agência noticiosa AIM.

A agência adianta haver reclamações quanto às elevadas taxas de juro cobradas pelos bancos comerciais em Moçambique, apesar do banco central estar a reduzir as suas taxas aplicadas de referência.

A taxa de juro da facilidade permanente de cedência de liquidez do Banco de Moçambique é de 8,25%, mas os bancos comerciais estão a aplicar uma taxa de juro média de 20%.

De acordo com Alexa Segura, o crédito ao sector privado registou um crescimento homólogo de 35% em 2013, mas esse crescimento ainda não está a acompanhar o ritmo da redução das taxas de juro de referência.

“Há uma desconexão entre as reduções das taxas de juro do banco central e as taxas de juro dos bancos comerciais que ficam ainda em patamares bastante elevados”, disse Segura, acrescentando que “o desafio é ver quais são os factores estruturais e outros factores que poderiam permitir aos bancos reduzir as taxas de juros.” (macauhub)

MACAUHUB FRENCH