Produção de diamantes em Angola ascendeu a 742 mil quilates em Dezembro de 2013

5 February 2014

A produção de diamantes em Angola atingiu em Dezembro de 2013 mais de 742 mil quilates, disse na Cidade do Cabo, África do Sul, o ministro da Geologia e Minas angolano, de acordo com a agência noticiosa Angop.

Francisco Queiroz, que se deslocou àquela cidade a fim de participar na edição de 2014 da Mining Indaba, de 3 a 6 de Fevereiro, acrescentou que Angola pretende aumentar a produção até 2017, a uma média anual de 5%.

O governante angolano disse que actualmente estão em funcionamento um total de dez minas – três de exploração de depósitos primários (quimberlitos) (Catoca, na província da Lunda Sul, Camutué e Luô, na Lunda Norte) e sete minas de exploração de depósitos secundários (aluviões) (Cuango, Chitotolo, Canvuri, Luminas, Chimbongo, Somiluana e Calonda, na Lunda Norte).

Na produção artesanal, estão em funcionamento seis operadoras na compra de diamantes brutos nas regiões mineiras, tendo em Dezembro do ano passado sido comercializados 83,3 mil quilates.

Segundo Francisco Queiróz, o governo pretende também aumentar a produção de rochas ornamentais, nomeadamente mármore e granito e anunciou que até 2018 Angola vai realizar levantamentos aéreos, geofísicos, geológicos e geoquímicos do país.

“Até àquela data serão elaboradas cartas geológicas a diferentes escalas, hidrogeológicas, de minerais para a construção civil e de minerais metálicos”, referiu Francisco Queiróz.

Angola situa-se entre os cinco maiores produtores de diamantes do mundo em valor e entre os dez maiores produtores em quantidade, tendo em 2012 registado uma produção de 8 milhões de quilates que proporcionou uma receita de 1170 milhões de dólares.

O ministro Francisco Queiroz participou na Mining Indaba 2014 para sensibilizar os potenciais investidores presentes naquele certame para o elevado potencial mineiro de Angola, tendo sido divulgados o Plano Nacional de Geologia e o novo Código Mineiro. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH