Companhias aéreas da Ásia-Pacífico vão receber mais aviões nos próximos 20 anos

12 February 2014

As companhias aéreas da região Ásia-Pacífico, incluindo a China, vão receber cerca de 1500 novos aviões a jacto no segmento de 70 a 130 lugares nos próximos 20 anos, de acordo com uma previsão da Embraer Aviação Comercial quarta-feira divulgada.

Representando cerca de 20% da procura mundial por aparelhos daquele segmento, os 1500 novos aviões têm custo de 70 mil milhões de dólares a preços de catálogo, ainda de acordo com a Embraer Aviação Comercial.

Das novas entregas na região Ásia-Pacífico, 65% servirão para apoiar o crescimento do mercado, enquanto os restantes 35% destinam-se a substituir aparelhos antigos.

Aquela divisão da Empresa Brasileira de Aeronáutica prevê igualmente que o mercado da Ásia-Pacífico tornar-se-á mais rico, competitivo e liberal, estimulando ainda mais as companhias aéreas a procurar aumento de eficiência, diferenciação de marca e melhores níveis de serviço.

Paulo César Silva, presidente da Embraer Aviação Comercial, afirmou que o crescimento económico da região alterou o contexto sociodemográfico, com um aumento da classe média urbana com maior poder aquisitivo e, portanto, com maior propensão a viagens aéreas, devendo a procura crescer 6% até 2032, impulsionada principalmente pela China e pela Índia. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH