Países Baixos doam 43 mil dólares a Moçambique para desenvolver a economia

20 February 2014

Os Países Baixos vão despender 43 mil dólares este ano em Moçambique em alguns sectores de actividade para desenvolver a economia e reduzir as assimetrias sociais, afirmou a ministra Lilianne Ploumen, citada pelo jornal moçambicano @Verdade.

A ministra para o Comércio Externo e Cooperação para o Desenvolvimento dos Países Baixos afirmou que Moçambique deve tirar proveito do conhecimento e da tecnologia holandesa nos sectores do gás, energia e infra-estruturas marítimas com vista a contribuir para o seu próprio desenvolvimento.

Lilianne Ploumen reiterou que o dinheiro a ser aplicado anualmente deve ter impacto na vida da população, através da remoção da burocracia desnecessária nas instituições públicas e sobretudo na melhoria dos serviços de saúde, de educação e na criação de oportunidades de acesso ao financiamento.

Entretanto, o Fundo para Ambiente de Negócios vai aplicar três milhões de dólares na construção civil, infra-estruturas rodoviárias, hotelaria e turismo nas províncias de Cabo Delgado, Tete e Nampula, durante o ano em curso.

Orlando da Conceição, gestor de projectos do Fundo, disse ao @Verdade que não pode haver melhoria do ambiente de negócios em Moçambique enquanto persistir a burocracia excessiva por causa da falta de políticas e regulamentos capazes de simplificar procedimentos em cada sector.

O Fundo para Ambiente de Negócios faz parte do Programa de Desenvolvimento do Sector Privado (PDSP 2011-2015), uma iniciativa da Embaixada da Dinamarca e do governo de Moçambique com o objectivo de facilitar a intervenção das organizações do sector privado para melhorar o ambiente de negócios em Moçambique. (macauhub)

MACAUHUB FRENCH